Dicas

Acessórios Ergonômicos  
Para prevenir lesões que podem ser causadas pelo estudo do instrumento como: DISTURBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT), LESÕES POR TRAUMAS CUMULATIVOS (LTC) e LER (LESÃO POR ESFORÇOS REPETITIVOS) acessórios ergonômicos são desenvolvidos por luthiers e violonistas, veja alguns:
PLENOSOM: ANTÔNIO TESSARIN E PAULO BELLINATTI (http://www.bellinati.com/plenosom)

  • Permite a vibração total do topo da guitarra.
  • Sem o contato do braço  aumenta a nitidez da projeção. Aumenta o conforto para o antebraço direito.
  • Aumenta a técnica e a precisão da mão direita
  • Possui ventosa especialmente selecionados permitindo fácil instalação e remoção.
  • Completamente estável e silencioso.  
  •  Apoio  (ou banquinho) para o pé




 Alguns violonistas não se adaptam ao banquinho e buscam outras alternativas




Elimina a pressão local no antebraço. Ele melhora o desempenho da mão direita, permitindo maior rapidez e fluência no movimento dos dedos!

  • Almofada de Concerto® de apoio rígido (MATEPIS) http://www.matepis.com.br/
  • Permite também reduzir a altura do banquinho de pé ou substituí-lo. A Toalhinha evita que o violão deslize em contato com a perna direita.
    Conjunto de duas Toalhinhas de Concerto® (MATEPIS) Usando-se uma Toalhinha sobre cada perna, a toalhinha sobre a perna esquerda serve para apoio do violão ou de qualquer suporte, evitando que este deslize durante a execução. A Toalhinha sobre a perna direita evita que o violão deslize no ponto de contato com
 ___________________________________________________________________________

Conheça os violões de 4, 6, 7, 8.... até 42 cordas
por Débora Ildêncio


  • Violão tenor ou triolim
Violão tenor é um instrumento de cordas com características similares ao do violão de 6 cordas e do bandolim. Seu formato é similar ao do violão, com proporções ligeiramente reduzidas, dispondo apenas de 4 cordas,

Afinação 1ª corda em diante: "lá, ré, sol, dó"
  • Violão 6 Cordas
  Violão Requinto:

Requinto feito especialmente para o guitarrista francês Sr. Morgan Astruc
É um violão construito igual o violão clássico só que proporcionalmente menor. O violão clássico tem sua escala aproximadamente no tamanho de 65cm, já o requinto tem sua escala com arpoximadamente 58cm. Sua afinação tradicional é em  4ªs ascendente :
1ª corda em diante: Lá, Mi, Dó, Sol, Ré, Lá.

Violão Alto ou G Guitarra

É afinada uma 5ª acima do violão clássico, embora seu braço seja é apenas cerca de 4 trastes mais curtos, para conseguir o mesmo efeito no violão clássico.  o Violão Alto também é conhecido como "G Guitarra"  Para conseguitmos o mesmo efeito num violão clássico  teríamos que usar o capotraste na 7ª casa.

 • Violão de 7 cordas:


Tradicionalmente a 7ªcorda é afinado em Dó. Porém alguns violonistas utlizam a 7ª corda afinada em Si ou Lá


Veja o video de Yamandú Costa tocando : "Choro loco": http://www.youtube.com/watch?v=vT1sMuGc4uE&feature=related

Violão de 8 cordas:

Violão de Paul Galbrait
O violão Brahms é um violão de 8 cordas diferente. Foi inventado em 1994, para a execução de uma variação sobre temas do Johannes Brahms. Consiste num violão clássico, de 8 cordas.
Idealizado pelo Paul Galbraith, ele tem uma corda aguda a mais (lá) e uma grave a mais (Lá ou Si). Assim, pode tocar com tessitura ampliada tanto no agudo como no grave.


Veja o vídeo :
http://www.youtube.com/watch?v=qEPxPEhyHCY


Outros Violões de 8 cordas
Guitar Brahms é uma nova guitarra clássica relativamente desenhado por David Rubio e Paul Galbraith, que tem 8 cordas e é tocado na vertical como um violoncelo:

Fenômeno que tem sido alimentado pelo aumento na oferta esse tipo de instrumento por grandes fabricantes industriais e artesanais por todo o mundo.

Observa-se entre os músicos um interesse crescente pelo 8 cordas nos últimos anos
Principalmente os músicos de jazz têm dado especial atenção às possibilidades técnicas do 8 cordas. Entretanto, o erudito Paul Galbraith, inglês residente em São Paulo, figura como o mais expressivo violonista da atualidade a utilizar este instrumento. Galbraith possui um técnica única para execução do instrumento, que também é muito original. Seu violão possui um pé metálico saindo da culatra, o qual é apoiado sobre uma caixa de ressonância no chão. Assim, o instrumento é posicionado como um violoncelo, em posição paroximadamente vertical diante do artista:

Veja Video de Paul Galbraith: http://www.youtube.com/watch?v=UNvGMK3g8Kw


 
Paul Galbraith em apresentação com seu violão de 8 cordas construído por David Rubio.










• Violão barítono:

Andy Mckee: (nascido em 1979 em Topeka, Kansas
, Estados Unidos) é um compositor e guitarrista de fingerstyle
O violão barítono geralmente é afinado um quinta inferior (A D E G C A), ou uma quarta inferior (E A B F D#, B), podendo também ser afinado em um terceira (C F Bb Eb G C).

 Possui um som mais grave.
 



  •  Violão Harpa

Os violões harpa, ou Harp guitars, são violões (geralmente de aço) com diversas cordas extras, fora da escala, que basicamente estão lá para ressoar por simpatia e reforçar a sonoridade do instrumento, ou mesmo serem usadas como bordões soltos. Apesar da aparência estranha e assimétrica, as Harp Guitars se apoiam primeiramente em um conceito. O nome ‘Harp’ (harpa) não é dado pela semelhança com a Harpa clássica (que é apoiada no chão, e funciona apenas com cordas soltas), mas sim pelo presença de qualquer corda (sem trastes) além do corpo do instrumento.

O Pikasso, (1º violão Harpa na grupo de fotos acima) feito por Linda Manzer para o guitarrista Pat Metheny. Ele tem quatro braços, duas bocas e 42 cordas!


Veja o Vídeo de Andy Mckee tocando Into the Ocean com o violão harpa:
tp://www.youtube.com/watch?v=Cvar4ZsqsEo&feature=fvsr

 • Violão de 10cordas:

É um violão com as 6 primeiras cordas na afinação tradicional, uma das afinações: 7ª corda em D,  A#, 9ª G# e 10ª F#

Egberto Gismonti utiliza: a 7ªcorda é aguda, a 8ª corda é grave, a 9ªcorda é aguda e a 10 corda é grave:

Veja o vídeo de Egberto Gismonti tocando

http://www.youtube.com/watch?v=Yhrcx0ZKnV4&feature=related

  

  • Violão de 11 cordas ou Alto Guitars:
 Desenvolvido pela sueca luthier Georg Bolin na década de 1960são violões com afinação de alaúde. São 11 cordas sobre a escala, sendo que as 7 primeiras possuem uma escala menor, como se um capo tivesse sido preso na casa 3. As demais, vão tendo a escala aumentada para possibilitar que as cordas sejam afinadas mais graves. Nesse violão, a corda mais aguda é comumente afinada em Sol, e desce como alaúde. Ou pode-se criar afinações alternativas. .

Veja  o video de  Paulo Martelli


http://www.youtube.com/watchv=0_z7ZXajpig&p=752D026B8CD10FA2&playnext=1&index=49

  • Violão de 12 cordas:




  • Violão de 14 cordas (altgitarr) (violão alto)

Comprimento: 55,5 cm
Tamanho total: 106,7 cm
Afinação do violão: 1º corda em diante:
Afinação violão 14 cordas: Da 1° à 14° corda: G, D, Bb, F, C, G, F, Eb, D, C, Bb, A, G, F#.

Como compositor e arranjador há mais de 30 anos, John compôs e fez arranjos musicais em estilos que vão do Barroco ao Blues, do Celtic ao rock, do jazz ao eclético World Music. Sua ênfase principal tem sido a guitarra em todas as suas variedades, incluindo instrumentos multi-cordas. "Gosto de compor e interpretar diversos estilos e muitas vezes se misturam diferentes elementos juntos. Partir da simples melodia e ritmo, a harmonia mais complexa e contraponto, acredito que a música tem a capacidade de cativar o espírito. Para mim, um dos mais aspectos originais e importantes da música é a sua capacidade de se comunicar, mesmo sem palavras. tento expressar algo genuíno com cada uma das minhas composições



Veja o video de Jonh hDonas tocando:

  • CRAVIOLA:

Em 1969 Paulinho Nogueira nasceu em Campinas, 8 de Outubro de 1929 — São Paulo, 2 de agosto de 2003) inventou a craviola, instrumento de 12 cordas que produz um som misto de cravo e viola, e recebeu o prêmio de melhor músico do ano, conferido pelo jornal O Estado de São Paulo.
O música fala de sua invenção: "Eu mesmo antes de tocar violão já gostava muito de desenhar. Eu fazia muito desenho com crayon. Eu cheguei até a ganhar um prêmio no Salão da Primavera em Campinas, de tanto que eu gostava de pintar. Então, depois que eu tomei outro rumo e passei a ser músico, violonista, me deu uma idéia de fazer um violão que fosse desenhado por mim. Eu fiz alguns desenhos e como era muito amigo do Giannini ,o fabricante de violão, levei pra ele que achou a idéia ótima. Escolheram um modelo e me fez assinar um contrato como inventor, eu até achava graça pois tinha virado inventor agora. Então, para resumir a história, a craviola foi exportada para os Estados Unidos, Canadá e Inglaterra. Foi um negócio que na época, já faz um tempão, me deu muita satisfação. É um violão com uma forma diferente." Jimmy Page utiliza nos interlúdios em que canta "Stairway to heaven" entre outros instrumentos, uma craviola

Veja Vídeo de Lenine: http://www.youtube.com/watch?v=-jSVLwz1bag&p=02F1BFBF712EF464&playnext=1&index=12
• Harpolyre:

Originalmente desenvolvido pelo luthier Walter Vogt: Patenteado por Jean Francois Salomon, em 1829 (e construído por André Augustin Chevrier, de acordo com o BMFA), este é um instrumento muito interessante, e uma difícil classificação


  
Veja o vídeo de John Doan: http://www.youtube.com/watch?v=UAf_5nn9zNI

  • Violão com Double (duplo)

  • Megatar : (não é violão, está postado aqui para que vocÊs conheçam)

Megatar é um novo tipo de contrabaixo e


guitarra e um único instrumento, especialmente criado para a técnica

de two-handed (duas mãos) touch-style (toque de estilo), e que contém um set de cordas de

contrabaixo elétrico e outro set de cordas para harmonia e/ou melodia, montados em um único braço largo.


http://www.youtube.com/watch?v=esNKgUMoMpI


____________________________________________________________________

Exercicios para fortalecimento da Mão Direita e Esquerda

 Por Débora Ildêncio 
Baseado no livro: Isometrics Guitarrits.

 O pianista e professor Milton Raskin (pianista e arranjador renomado da década de 70)  praticava ginástica e exercício com seus alunos. Por sugestão do guitarrista Howard Roberts (1929 -1992) - organizou na década de 70 esse livro com exercícios isométricos de fortalecimento para guitarristas.

 Esses exercícios descritos abaixo foram baseados no livro: Isometrics Guitarrits de Milton Raskin, baseado também na oficina de 6 cordas do músico e professor Carlos Walter e também no vídeo de Demma K. 2009.

Isometria: é a característica de contração muscular onde se tem o equilíbrio do músculos agonistas e os antagonistas de uma contração mantida.

Materia necessário: bolinha de borracha e um cabo de vassoura

 1. Fortalecimento dos movimentos da mão esquerda: prenda a bolinha com o seu polegar, feche a mão e segure, depois abra. Faça isso 10x

2. Fortalecimento dos dedos e aquecimento da mão esquerda: feche a mão e encoste o polegar no dedo indicador, depois abra a mão o mais rápido possível e segure por alguns segundos. Faça isso 10x

3. Resistência e força das juntas da mão esquerda: faça (o sinal de beleza) com a mão esquerda depois encoste e pressione os dedos da mão esquerda contra o polegar da mão direita... mantenha alguns segundos e solte. Faça isso 10x

4. Desenvolvimento de subida e decida da mão direita: feche a mão, deixe o braço na horizontal e movimente seu pulso para ambos os lados

 5. Resistência, tensão e relaxamento do pulso e antebraço da mão direita: feche a mão como se estivesse segurando uma palheta tencione o máximo possível depois relaxe. Faça isso 10x

 6. Resistência, tensão e relaxamento do pulso e antebraço da mão direita: pegue novamente a bolinha. Segure com os dedos médio, anelar e mínimo, feche a mão e finja que está tocando movimentando a mão. Faça isso 10x
7. Desenvolvimento dos músculos rotatórios do antebraço: pegue o cabo de vassoura, segure com as duas mãos e gire a mãos em sentido contrário. Faça isso 10x

8. Desenvolvimento dos músculos rotatórios do antebraço: ainda utilizando o cabo de vassoura segure uma e oposicone a outra Faça isso 10x

9. Estimulando os dedos - exercício isométrico para dedilhado: abra e fecha o mais rápido com conseguir os seus dedos (movimentando a falange e falangeta)

10. Fortalecimento do polegar: feche a mão e movimente o polegar para baixo e para cima

 11. Fortalecimento do pulso e mão: estique o braço esquerdo e posicione a mão direita (aberta) na parte inferior do braço deixe o polegar e o indicador encostado no braço e tencione.

 ________________________________________________________________________

CAGED "SISTEMA DE 5"

Assista  também a vídeo aula clique  no link: http://www.youtube.com/watch?v=8AJQ2_JyZ1o

Sistema CAGED OU 5 . São os acordes feitos nas  "Formas" Dó La, Sol, Mi e Ré.

 Daí o nome CAGED que irei adotar aqui, o mesmo nome usado pelo professor Mozart Mello com quem tive aula sobre harmonia. 
O CAGED tem várias funções, além de evitar grandes saltos no braço do violão, também possibilita conhecer melhor o braço do instrumento e explorar sons agudos ou mais graves (Acesse a video aula e veja o exemplo da música Posto 9 de ( Composição: Zozô Araújo e Débora Ildêncio).

Um acorde Maior só podera originar outro Maior.

Ex . : Se pegarmos a forma do acorde de Mi Maior (E) e caminharmos pelo braço do instrumento teremos os próximos acordes Maiores, a partir de Mi Maior .. em seguida Fá Maior e assim sucessivamente. Quando fazemos o acorde de Mi Maior (E) não utilizamos a pestana , porque a pestana do violão ou traste zero, funciona como pestana .
Mas se formos segui para montar os próximos acordes nesse desenho, teremos que "deslocar" a pestana e para isso utilizaremos o dedo indicado (dedo 1)


  
Veja:
1 º Acorde de Fá Maior, desenho de (E) 2 º Acorde de Fá # Maior

Se continuarmos, teremos todos os acordes Maiores nessa forma.

Outros Exemplos:
CAGED - Desenho de La Menor

Se utilizarmos o Desenho de Lá Menor (Am) teremos  todos os acordes menores nesse Desenho.

 Seguindo a mesma lógica quando fazemos o acorde de Am, não utilizamos o dedo indicador. Porque a pestana ou traste zero do violão já exerce essa função. Mas ao andarmos pelo braço, precisaremos deslocar o mesma e isso  como não  é possível, devemos usar o dedo indicador como pestana.
CAGED - Desenho dos acordes Maiores forma de D (Ré Maior)
Observe Que o acorde de Ré Maior foi feito com os Dedos 2,3,4:
Não usamos pestana porque a pestana do violão já faz essa função.

Se continuarmos a andar com o “desenho” teremos os outros acordes maiores

foto com o Desenho do acorde de D #
Veja o Exemplo dos próximos acordes feitos com o Desenho de Ré Menor:
   
Dm D # m UO (EBM)

Em (Desenho de Ré Menor) Fm (Desenho de Ré Menor)

Acordes  feitos a partir da forma de A7 +

Um acorde com 7ª originará outro com 7ª e assim sucessivamente
Para acessar clique no link abaixo: Débora Ildêncio
Bons Estudos para vocês!
Até breve